Forúm Audio Cinema em Casa

Alta Fidelidade, Video e música


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

O QUE EU PENSO DE... TRATAMENTOS ACUSTICOS

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 O QUE EU PENSO DE... TRATAMENTOS ACUSTICOS em Sab Jun 19, 2010 1:26 pm

Bom,
Vou dar início a um conjunto de opiniões pessoais, que apesar de serem muito afirmativas e categoricas (é a minha forma de escrever) pretendem sobretudo iniciar o parco diálogo até agora existente neste espaço.

Então o que eu penso de tratamentos acústicos é:

Tretas! Laughing Pelo menos em 90% dos casos não tenho grandes dúvidas que a culpa é… dos sistemas. Já era essa a minha profunda convicção mas acabou de ser reforçada por uma experiência bem recente. Sem os cabos de coluna (emprestados) e com o pré amplificador em reparação (nada de grave tranquilizem-se os potenciais possuidores e/ou compradores Laughing Cool ), voltei a ouvir musica usando uns cabitos mais baratuxos que jaziam cá por casa, assim bem como tive de recorrer à etapa de pré amplificação do AV Denon 3805. Entre outros defeitos agora insuportáveis, noto claramente o grave a surgir abundante mas muito pouco definido e muito menos tonal, a fazer vibrar chão e paredes o que poderia, numa análise superficial e não soubesse eu de antemão que é possível outra performance com os elementos em falta no sistema, fazer-me cair na tentação de culpar a sala. Não sei se já repararam mas é chique culpar a sala. pirat Faz passar a ideia que já se conseguiu espremer tudo o que era possível do sistema e só não toca melhor devido… à sala. Alguns até exibem gráficos para demonstrarem a suposta linearidade (ou não) do seu sistema. E se mede (quase) bem mas soa mal, só pode ser… da sala. Ou se algum problema existe mesmo como as medições evidenciam (aquele buracozito aos 60 Hz !!), fazem crer, por dele terem conhecimento e consciência, que sabem exactamente qual a origem do problema, que não pode ser outro senão… a sala Exclamation Sabem qual foi o tratamento acústico que dei à minha sala (em moradia feita de raiz) ?. Apenas algum cuidado com as proporções. Admito que, se fosse hoje, com tamanha desinformação em tantos tópicos sobre o assunto, provavelmente abdicaria do conforto de um soalho flutuante em madeira; No jamais faria um tecto falso em pladur, pelo menos sem o forrar convenientemente com lã de rocha ou outro material absorvente; cyclops colocaria bass traps dissimulados em tudo que fosse canto; Suspect e, claro está, discutiria com o arquitecto outra solução diferente dos 5,5 metros !! de um alçado todo em vidro! What a Face E provavelmente gastaria dinheiro em vão e “mataria” a sala. Compreendo que é mais fácil aceitar que um bom grave se vai conseguir com um tratamento acústico do que, por exemplo, com a introdução de um outro qualquer cabo (de interligação, de coluna ou mesmo de alimentação). Mas essa é a minha convicção profunda. Cada um faça como entender. Não quis deixar de aqui expôr a minha posição. Eu sei que, nestes espaços virtuais onde nada se ouve e apenas se escreve, ganham naturalmente força as opiniões aparentemente mais sustentadas pelo discurso técnico. Mas cuidado: a linguagem técnica que se usa para ganhar supremacia nas discussões on line faz-me lembrar o discurso bonito e redondo de alguns políticos. Prometem este céu e o outro e depois…

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum